Surto leva 55 alunos do Mackenzie ao hospital

644

Entre a noite de terça e a manhã de quarta, 55 estudantes recorreram a socorro médico relatando dores abdominais e vômitos

mack2
Escola suspendeu as aulas preventivamente até o fim de semana

Uma misteriosa contaminação levou 55 estudantes do Mackenzie Alphaville para os pronto-socorros da cidade entre a noite de terça-feira, 27/9, e a manhã de quarta, 28/9. Os sintomas relatados foram dores abdominais e vômitos e a primeira suspeita foi de que houve uma contaminação por água. Nenhum dos casos é grave. Preventivamente, o Mackenzie suspendeu todas as aulas até o fim de semana.

A Vigilância em Saúde do município coletou água na escola e o material foi enviado para análise. O resultado deve sair a partir da manhã desta quinta-feira. Segundo técnicos do setor, ainda não é possível dizer se foi a água que motivou a contaminação nem que tipo de bactéria pode ter atingido os alunos.

Durante a quarta-feira, várias informações desencontradas foram distribuídas nas redes sociais. Um informe aparentando ter sido emitido pelo colégio, afirmava que a contaminação tinha sido causada por salmonela ou rotavírus. A informação foi negada pela prefeitura e pelo Mackenzie.

Também circulou uma mensagem atribuindo o problema ao rompimento de uma adutora na avenida Tucunaré, no Tamboré. Segundo a Secretaria de Comunicação do município (Secom), o problema ocorreu na semana passada, vários dias antes de os estudantes relatarem os sintomas, e não tem nenhuma relação com a contaminação.

Até o momento, a Vigilância em Saúde descarta que a contaminação tenha ultrapassado os limites do Mackenzie e informa que nenhum caso semelhante foi registrado em outros pontos da cidade.

O teor da nota oficial da prefeitura é: Desde às 18h30 de ontem (terça-feira) às 11h30 de hoje (quarta), a Vigilância em Saúde de Barueri já notificou 55 casos de estudantes com os sintomas de dores abdominais e vômitos – todos alunos do colégio Mackenzie. Portanto, até o momento, no município de Barueri, trata-se de num caso concentrado no referido colégio. Técnicos da Vigilância em Saúde do município já fizeram a coleta de água no colégio, e enviarão o material para análise. Por enquanto, não há como afirmar qual é a causa”.

Leia aqui: Sabesp diz que água do Mackenzie está normal

Nota emitida pelo colégio Mackenzie – Tamboré: “A Direção da Educação Básica do Colégio Presbiteriano Mackenzie – Tamboré, por medida de segurança suspendeu as aulas nos próximos dois dias (29 e 30/9), em função de um surto (com sintomas gastrointestinais) que acontece na região e acomete inclusive alguns alunos. Informamos que os pais já foram notificados e que não haverá prejuízo acadêmico para os alunos, aos quais a segurança é imprescindível. As aulas serão retomadas na segunda-feira (03/10)”. Direção da Educação Básica – Colégio Presbiteriano Mackenzie – Tamboré”

[sam_ad id=”19″ codes=”true”]