Sabesp começa a construir túnel sob o Tietê

512

Obra faz parte de sistema que vai interligar o abastecimento de água desde a Aldeia de Barueri até Santana de Parnaíba

A Sabesp começou na quarta-feira, 6/2, a perfuração de um túnel sob o rio Tietê como parte da obra que promete levar mais água às cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus e Itapevi, dentro do projeto da Adutora de Água Tratada (AAT) do Sistema Gênesis.

Nesta fase serão assentados 11 mil metros de redes de grande porte, que devem entrar em operação até 2020, segundo a Sabesp. O projeto visa ampliar a segurança hídrica da população da região. Na manhã da quarta-feira, o trecho da Via Parque entre a alameda Xingu e a estrada da Aldeinha, sob a ponte da Castelo Branco e a Akira Hashimoto, ficou fechado no sentido Osasco, até as 13 horas, para que as equipes pudessem erguer uma máquina ‘tatu’, que começou a escavar o túnel sob o leito do Tietê na parte da tarde (veja).

Segundo a Sabesp, os equipamentos que vão perfurar o túnel serão posicionados na junção da avenida Dib Sauaia com a rua São Paulo, no Jardim Santa Cecília. A passagem do túnel será feita por uma máquina chamada Shield e apelidada “tatuzão”. Conhecida pelo seu grande porte, ela é utilizada em construções de metrôs e usa um método não destrutivo para realizar a escavação abaixo do leito do rio.

O Gênesis é gerado por um centro de reserva de água e por 14 mil metros de adutoras que vão interligar os sistemas de abastecimentos de água desde a região da estação Antônio João, na Aldeia de Barueri, até a sede da adutora, em Santana de Parnaíba, contribuindo na flexibilização do abastecimento de água na região.