Moradores reclamam de fiscalização de som alto na cidade

1239

Leitores dizem não receber retorno da GCM de denúncias contra volume excessivo nos bairros

Na última semana, o Barueri na Rede noticiou que a Guarda Civil Municipal (GCM) ganhou o poder de fiscalizar som alto também dentro de residências. Porém, após o anúncio da nova medida em relação ao som alto nos bairros da cidade, o BnR foi procurado por moradores que afirmam não terem seus pedidos atendidos pela Guarda Municipal.

Segundo leitores, ao fazer o chamado de denúncia para a GCM sobre volumes excessivos de som em horários avançados da noite e madrugadas, não conseguem retorno. Uma moradora do Parque Imperial conta que um bar localizado na mesma rua de sua casa é motivo de incômodo. “O bar não tem som alto somente aos fins de semana, mas também em plena segunda-feira. Convivemos com a bagunça durante toda a semana, até de madrugada. O comércio muda de dono, mas o problema continua o mesmo há anos”, reclama a moradora.

De acordo com a leitora, o bar fica na rua Chico Mendes, no Parque Imperial, e mesmo com as denúncias, os moradores não conseguem respostas das autoridades. ”Eu e outros vizinhos sempre ligamos para a Guarda denunciando a bagunça, mas, quando somos atendidos, recebemos o recado que não há viaturas no momento para atender o chamado, e ninguém aparece para nos ajudar.”

Além do caso do Parque Imperial, moradores de outros bairros, como o Jardim Belval reclamam sobre denúncias de som alto em bailes funks e que também não têm seus chamados atendidos. “Fiscalizar o som alto dentro das casas? Precisam vir até o Belval  fiscalizar o baile que vai até às 7 horas da manhã”, diz um morador. Em outro caso, o leitor afirma que não consegue dormir por causa do barulho das festas de rua. “Gostaria de saber como fiscalizam se ninguém aparece quando acionamos a Guarda? Presenciamos bailes que vão até às 5 horas da manhã. Tem gente que trabalha e precisa dormir, mas não consegue. Tenho vizinho acamado que precisa conviver com essa bagunça”, afirma outro morador do bairro.

O Barueri na Rede questionou a Prefeitura, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom) em relação ao som alto no caso do estabelecimento comercial no Parque Viana. Porém, até o fechamento desta reportagem, a prefeitura não respondeu.