Forte chuva causa danos em diversos pontos da cidade

4753

Na avenida Dom Pedro II, no Centro, que dá acesso ao terminal Rodoviário, carros ficaram ilhados e a via sem condições para circulação

Na tarde desta segunda-feira, 26/2, a forte chuva que caiu em diversos pontos de São Paulo também causou estragos em Barueri, deixando inúmeros pontos da cidade alagados e intransitáveis. Diversas regiões foram afetadas pelo temporal, como o Centro e o Jardim Reginalice.

Na avenida Dom Pedro II, no centro, que dá acesso ao Terminal Rodoviário, carros ficaram ilhados e a via ficou sem condições para circulação de pedestres. Veículos ficaram submersos na passagem sob a Estrada dos Romeiros, no Jardim Reginalice. Segundo uma um rapaz, um dos carros que aparece nas imagens do temporal, é de seu tio, que precisou de ajuda pra sair do local.”A água estava entrando dentro do carro e as portas travaram, meu tio não conseguia sair. Por sorte, conseguiram retirar ele de dentro do veículo”, desabafou o sobrinho de uma vítima da chuva no Centro.

Outro local afetado foi entre os bairros de Chácaras Marco e Jd. São Luis, numa área invadida por moradores e que é cortada por um rio que divide os dois bairros, e acabou transbordando com a forte chuva. “Estava em casa na hora da chuva, quando ouvi o barulho do temporal, fiquei com muito medo e tanto eu, como os outros moradores, saímos de nossos barracos apavorados”, revelou uma leitora do BnR.

O rio Cotia, paralelo à Avenida José Dias da Silva e que faz a ligação dos bairros Jardim Maria Helena e Parque Viana ao Alphaville, também não deu conta da quantidade de água que caiu com a chuva e transbordou. Em outubro passado, as prefeituras de Barueri e Carapicuíba realizaram obras de desassoreamento do rio, que serve de divisa entre as duas cidades, justamente para evitar o transbordamento em épocas de chuva (relembre aqui).

Alerta

A Defesa Civil de Barueri orienta aos moradores da cidade que, na eminência de chuvas intensas, como ocorreu na tarde desta segunda-feira, 26/2, que evitem sair de casa se não houver extrema necessidade e, caso vejam algum acidente ou alguma vítima em situação de risco ou em perigo, que liguem para o 153 ou 199 para acionar o socorro especializado. No caso dos motoristas, a orientação é para não enfrentarem a enxurrada, que coloquem o carro em um local mais elevado, esperem a chuva passar e, em casos de contato com corrente elétrica, nunca descerem do veículo.

Um dos fevereiros mais secos dos últimos 57 anos, até esta segunda-feira

Antes do temporal de ontem, fevereiro de 2018 era um dos mais secos desde 1984, quando choveu apenas 32,5mm, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Mas com os 73,1mm de água verificados ontem, os índices subiram. Ainda assim, o mês que termina entra na lista dos fevereiros mais secos do período desde 1961.

A chuvarada também foi a maior registrada em 24 horas neste ano e desde o início de abril do ano passado, segundo o INMET. A previsão do tempo para os próximos oito dias é de aproximadamente 90% de probabilidade de pancadas de chuva nos períodos da tarde e da noite, pois há uma grande concentração de ar úmido e quente vindo do Centro-Norte do país. Isso ajuda na formação de nuvens carregadas, responsáveis pelos temporais, em todas as regiões do estado.

Na quarta, 28/2, o sol aparece com muitas nuvens e a chuva chega à tarde e à noite; as temperaturas devem ficar entre a máxima de 31°C e a mínima de 20°C. O mesmo deve ocorrer na quinta, 1/3, e na sexta-feira, 2/3, que terão máxima de 30°C e 90% de possibilidades de chuva.