Em um mês, casos de sarampo aumentaram de 52 para 128

538

Na região, houve a segunda morte, de um homem de 25 anos em Osasco. Já é a nono caso em todo o estado

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou nesta quarta-feira, 2/10, mais quatro mortes por sarampo em todo o estado. Uma das mortes foi na região, de um homem de 25 anos, de Osasco, que não era vacinado. Em Barueri, o número de casos confirmados de sarampo subiu para 128.

Além de Osasco, as outras três mortes por sarampo ocorreram nas cidades de São Paulo, Itanhaém e Francisco Morato. O homem que morreu em Osasco por conta do sarampo, de acordo com a Secretaria de Saúde não era vacinado. Já é a segunda vítima da doença no município. Em agosto, um bebê de quatro meses morreu em um hospital da cidade vítima do sarampo. (relembre o caso)

Em relação aos casos confirmados da doença, o número no estado subiu para 5.411 em 2019, representando um crescimento de 5,3% em relação aos casos da semana anterior, que somavam 5.139. Na região, Barueri é a cidade que mais teve casos de sarampo confirmados, passando de 52 casos até início de setembro, para 128 no início de outubro. (veja)

Além de Barueri, outras cidades da região aparecem na lista, como: Osasco, com 122 casos confirmados, Carapicuíba, com 100, Cotia com 41, Santana de Parnaíba com 31, Jandira com 27 e Itapevi com 16.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, a partir de segunda-feira, 7/10, em parceria com os municípios e o Ministério da Saúde, será realizada uma nova campanha de vacinação contra sarampo para alcançar as crianças ainda não imunizadas. Já para o público de 20 a 29 anos, entre os dias 18 e 30/11, ocorrerá um Dia D vacinação em todo o estado.