Elevador de maternal despenca do primeiro andar com pais de alunos

4659

Caso aconteceu na maternal Egle Aparecida Rodrigues Campos, do Jardim Audir, uma semana depois de passar por manutenção

Um dos elevadores da maternal Egle Aparecida Rodrigues Campos, do Jardim Audir, despencou do primeiro andar com pais de alunos na tarde da última terça-feira, 25/9. O elevador havia passado por manutenção na semana passada, após reportagem do BnR (leia aqui). Ninguém se feriu.

De acordo com um dos pais que estavam no local, por volta das 18h30, seis pessoas entraram no elevador no primeiro andar. Assim que a porta se fechou, ele caiu para o térreo. “O elevador simplesmente despencou comigo e mais umas cinco pessoas dentro. Graças a Deus ninguém se machucou, pois caiu do primeiro andar”, conta uma mãe, que não quis ser identificada, ao Barueri na Rede.

“Ninguém se machucou, mas poderia, sim, ter sido um problema muito mais grave. Se cai do quarto andar com um monte de criança dentro, podem imaginar o estrago?”, indaga a mãe. Pais contam que o alarme de emergência e o interfone não funcionaram, e que, apesar dos gritos, ninguém apareceu. “Somente um pai que estava passando e ouviu”, afirma um dos pais.

Eles contam também que procuraram a direção da escola, mas foram informados que a maternal está sem coordenador. O BnR apurou que havia dez pessoas no elevador, e não seis. Com o excesso de peso, o elevador teria dado um tranco e descido do primeiro andar até o térreo, travando a porta. Hoje ele está com a placa de desativado.

BnR procurou a prefeitura sobre o caso, mas não obteve respostas até o fechamento desta matéria.