Barueri realiza dia D de vacinação contra o sarampo neste sábado

2701

Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e postos volantes estarão abertos para vacinar grupo prioritário. Barueri teve um caso confirmado 

Neste sábado, 20/7, Barueri realiza o dia D de vacinação contra o sarampo. Todas as 18 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade, além de postos volantes no Alphaville e na Aldeia da Serra, estarão funcionando para atender pessoas de 15 a 29 anos que ainda não se vacinaram.

O imunobiológico aplicado é a tríplice viral, que além do sarampo, previne também contra a caxumba e a rubéola. A Secretaria de Saúde pretende vacinar 68.297 pessoas do público prioritário. As demais faixas etárias serão avaliadas para a necessidade ou não da vacinação mediante a apresentação da caderneta de vacinação.

As UBSs irão funcionar das 8 às 16 horas e os postos voltantes das 9 às 16 horas. O posto volante de Alphaville ficará no Alpha Shopping e o da Aldeia da Serra, no Condomínio Morada dos Pássaros. É necessário levar a caderneta de vacinação.

O estado de São Paulo confirmou 384 casos de sarampo, sendo 272 (70%) provenientes da capital. Barueri teve um caso confirmado, assim como a vizinha Osasco. A Secretaria de Saúde do estado vem fazendo campanhas de vacinação, que devem ir até o dia 16/8 em cidades como São Paulo, Guarulhos, Osasco, São Bernardo do Campo, Santo André e São Caetano do Sul.

Pessoas de 15 a 29 anos é o grupo prioritário por serem consideradas as mais vulneráveis devido a baixa procura pelo imunobiológico, além de corresponder à metade dos casos da doença registrados no estado.

Sobre o sarampo e a vacina

O sarampo é uma doença altamente contagiosa causada pelo vírus Measles morbillivirus. Os sinais e sintomas iniciais geralmente incluem febre, muitas vezes superior a 40°C, tosse, corrimento nasal e olhos inflamados.

A tríplice viral faz parte do Calendário Nacional de Vacinação e está na rotina dos postos de saúde para crianças, que devem tomar uma dose aos 12 meses de vida e um reforço aos 15 meses com a tetraviral, que além das três doenças (sarampo, caxumba e a rubéola) também previne varicela.

Além disso, a tetraviral pode ser aplicada em crianças até quatro anos, 11 meses e 29 dias que não tenham sido vacinadas aos 15 meses. Pessoas de cinco a 29 anos nunca vacinadas ou com o esquema vacinal incompleto devem tomar a tríplice viral conforme a situação. Pessoas de 30 a 49 anos não vacinadas devem tomar uma dose da tríplice.

É considerado vacinado, a pessoa que comprovar o recebimento de duas doses de vacina com o componente sarampo. Quem puder comprovar as doses conforme o preconizado para sua faixa etária não precisa mais receber o imunobiológico.

A vacina não é recomendada a gestante e a imunodeprimidos: pacientes oncológicos ou em tratamento contra a leucemia.