Apesar de 2 mil vagas novas, maternais ainda têm crianças na fila

1148

Prefeitura anunciou 1,9 mil novas vagas, mas pais se queixam de estar há meses esperando

A prefeitura de Barueri anuncia que em pouco mais de um ano meio entregou sete escolas maternais nos bairros de Vila Márcia, Chácaras Marco, São Luiz, Engenho Novo, Parque Imperial e Jardim Líbano, além do Vale do Sol, que funcionará a partir de agosto. Destinadas a crianças de zero a 3 anos, essas unidades tem capacidade de atender 1,9 mil crianças. Apesar disso, pais alegam estar há meses aguardando uma vaga para seus filhos.

É o caso de Arthur, de dois anos, filho de André, que aguarda vaga na maternal Cleide Rodrigues Fagundes, no Recanto Phrynea, há nove meses. Ele mora com a família no Parque das Nações. Segundo o pai, sempre que liga na maternal a resposta que recebe é de que “não há vagas” e que “deve esperar”.

“Sempre faço o acompanhamento da posição do meu filho na fila, que oscila. Ora avança, ora recua”, explicou André ao Barueri na Rede. Ele diz que já tentou vaga em outras unidades e recebeu a resposta de que “as maternais atendem apenas os moradores da sua respectiva região”. Enquanto isso, Arthur fica sob os cuidados da madrinha. “Ela nos ajuda muito”, revela André.

Quem também está na fila de espera é a neta de um ano de Reiidy, moradora do Parque dos Camargos. “Fiz a inscrição na creche para minha neta em janeiro e ainda não saiu a vaga, porém tem crianças de outro município estudando nessa EMM”, desabafa Reiidy, sobre a vaga que a neta aguarda na maternal Ilda Martins Holanda da Silva.

“Na inscrição da minha neta, cada dia que passa aumenta mais a fila de espera. Ligamos na ouvidoria e na Secretaria de Educação e ambos os lugares falaram para eu esperar que uma hora a vaga sai”, conta.

Adriano Gama, morador do Jardim Itaparica, fez a matrícula de Lucas, seu filho de um ano, na maternal Vale do Sol, uma das novas escolas inauguradas pela prefeitura, há quatro meses. “Me ligaram em março para fazer a matrícula, mas até agora nada”, disse. “Já estou esperando uma vaga desde o ano passado. Moro no Jardim Itaparica, aceitei a vaga no Vale do Sol – mesmo sendo longe da minha casa – pois no maternal aqui próximo falam que não há vaga no momento”, afirma.

“Minha esposa é cabeleireira e só está trabalhando na parte da tarde, pois tem de ficar com o Lucas para eu poder dormir um pouco [ele trabalha à noite] e eu cuido à tarde”, completa.

De acordo com a prefeitura, a rede de ensino já soma cerca de 10 mil vagas para crianças nas 34 maternais da cidade. A unidade do Vale do Sol, que abrigará 300 crianças, terá o início das aulas em agosto (dia 13/8, 1ª fase; dia 20/8, 2ª fase; e dia 28/8, berçário e 3ª fase).

O Barueri na Rede entrou em contato com a prefeitura de Barueri questionando a situação desses pais que ainda aguardam vaga para seus filhos nas maternais da cidade, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.