Alteração em catracas de ônibus causa transtornos aos passageiros

2883

Foram colocadas máquinas de cartão novas nos ônibus das empresas Benfica e Ralip. Porém, a atualização deixou usuários confusos e algumas linhas não fizeram integração

No início da semana, a troca de máquinas de cartões nos ônibus das empresas Ralip e Benfica causou tumulto e confusão entre passageiros e funcionários. Isto porque, com a atualização das máquinas, algumas linhas não fizeram a integração de tarifas, o que deixou usuários irritados.

“Foram ativadas máquinas novas e com isso não consegui fazer a integração da tarifa com o meu cartão na linha A268 – Engenho Novo. Perguntei ao cobrador do porquê de não ter avisos sobre a mudança e ele não soube me responder”, contou uma leitora ao Barueri na Rede.

Em outro caso, uma estudante relata que ao recarregar seu bilhete, a tarifa que costumava dobrar, não dobrou. “O valor que recarreguei continuou o mesmo, mas, ao invés de cobrar R$ 4,50 durante a cobrança no ônibus, foi cobrado a metade, no valor de R$ 2,25. Isso me deixou confusa, até eu entender o que tinha acontecido…”, revela.

Já outras duas estudantes do ITB Profª Maria Sylvia Chaluppe Mello, contam que ao passarem o cartão para fazer a integração de ônibus na manhã da última segunda-feira, 11/11, os cartões também não passaram. “Eu não estava preparada, não havia levado dinheiro. Minha amiga destrocou uma nota de R$ 100 e pagou a sua passagem, já eu, tive que descer pela frente. Foi humilhante”, desabafa ao BnR a aluna que preferiu não se identificar.

Após os relatos e questionamentos feitos ao Barueri na Rede, o jornal procurou pela empresa Benfica, que nos enviou a seguinte nota: em primeiro lugar gostaríamos de agradecer pela informação e aproveitamos para informar que houve uma atualização de sistema para melhor atender nossos clientes, e que a mudança contempla na facilidade e rapidez de atendimento e acompanhando as novas necessidades do usuários’.

Sobre a falta de informações por parte de motoristas e cobradores ao serem questionados pelos passageiros, a empresa afirmou que houve um treinamento geral para que todos fossem informados sobre a nova versão, ‘porém erros de alguns causou transtornos na integração’.

Já sobre a tarifa, foi informado que não houve nenhuma alteração. Segundo a Benfica, no caso de estudante, ‘cobrava crédito e tarifa escolar de 50% e o valor que carregava era tarifa 100% e descontava no ônibus tarifa 100%’, e que na ‘versão atual continua pagando valor do crédito escolar tarifa 50%’, alegando que o que atualizou foi o valor que creditado no cartão tarifa 50% e desconto no ônibus tarifa 50% . A empresa garantiu que o valor do beneficio é o mesmo, ‘e o valor que desconta é o mesmo, de 50%’, explica a nota.

Apesar da resposta enviada no início da tarde desta terça-feira, 12/11, o Barueri na Rede continua recebendo relatos de que o serviço de integração nos ônibus da Benfica e Ralip não estão sendo realizados.

A estudante do ITB Profª Maria Sylvia Chaluppe Mello, voltou a tentar fazer a integração. “Dessa vez eu estava sozinha e o meu cartão novamente não fez a integração voltando da escola para casa, caminho que eu costumo fazer e que a interação era realizada antes da troca das máquinas”, completa ela.