Belval em festa: Ponte Preta campeã no futsal

470

A Macaca ganhou por 2 a 0 do Atlético UFA e conquistou o título mais importante dos seus 40 anos de existência

pose-com-a-taca
Festa da Ponte Preta na quadra do ginásio José Correa pelo primeiro título da Macaca

Demorou longos 40 anos e duas derrotas consecutivas em finais, mas finalmente a Ponte Preta do Jardim Belval ganhou um título em divisão principal de Barueri. A conquista do Campeonato Amador de Futsal de Barueri veio com a vitória por 2 a 0 em cima do Atlético UFA, do Engenho Novo, na tarde desse sábado, 29/10, no ginásio José Correa.

Depois de subir para a primeira em 2013, a Macaca foi finalista nos dois anos seguintes e perdeu ambas as decisões para o Impactus. Mas dessa vez foi diferente. Com grande atuação de Samarone e contando com intervenções do goleiro Alê nos momentos decisivos, a Ponte soube controlar boa parte do jogo e segurar o ímpeto do UFA, especialmente quando o time do Engenho foi para o tudo ou nada no final da partida.

peru-bate-penalti
Peru faz 1 a 0 de pênalti no primeiro tempo

O jogo teve aquele jeito costumeiro de finais, com os times se respeitando e tentando utilizar suas melhores características. Desfalcado de Cris e Rafa, e sem contar com seu melhor jogador, Willian Negão, o UFA procurou manter a posse de bola desde o início, trocando constantemente seus jogadores na intenção de poupá-los ao máximo, já que contava com apenas dois atletas no banco.

Já a Ponte buscava o contragolpe, com Edmar e Peru tentando ligar rápido para Pedrinho e Netinho na frente. Apesar de muita posse de bola do time do Engenho, quem levava perigo era a Macaca. Alê fez apenas uma intervenção importante durante a primeira etapa, enquanto Lucas era destaque no outro gol. Quando tudo levava a crer que o placar iria para o intervalo sem alteração, os árbitros viram toque de mão de Birão dentro da área. Pênalti para a Ponte, que Peru bateu e converteu, aos 19 minutos.

ponte-se-fechca
Ponte segurou a pressão do UFA no final do jogo

Willian Negão chegou ao ginásio no final do primeiro tempo, e depois do intervalo foi o cara do UFA, comandando o time dentro de quadra e fazendo marcação firme nos atacantes adversários. O jogo continuava com as mesmas características do primeiro tempo, com o UFA ficando mais tempo com a bola e os alvinegros contra-atacando com muito perigo.

Depois dos dez minutos, o Atlético passou a apertar mais o jogo, dando menos chances para o adversário e levando mais perigo ao gol de Alê. Aos 13, o técnico Diego Sol pediu tempo e orientou o goleiro Lucas que saísse para o ataque, atuando agora como goleiro-linha. A partir daí, o UFA sufocou a Ponte, que teve uma grande oportunidade com Peru chutando sem goleiro, mas a bola bateu caprichosamente nos dois postes, aos 14.

Depois disso, só deu o time azul rodando a bola na frente do gol de Alê, com a Ponte tentando se segurar.  William Negão perdeu gol certo aos 15, ao chutar por cima de dentro da área.  No último minuto, o goleiro Lucas chutou na trave de Alê e William Negão não conseguiu finalizar de cabeça. E quando faltavam onze segundos para o termino, Samarone roubou uma bola e chutou para o gol do seu campo de defesa, sem goleiro. Ponte Preta 2 a 0 e campeã barueriense de Futsal 2016.

2be765fe-4aa6-479e-87d1-7026db57ec30
Torcida invadiu quadra após o jogo

A grande torcida da Macaca presente nas arquibancadas do ginásio José Correa invadiu a quadra para acompanhar a premiação de perto, festejou com seus jogadores, pegou a sonhada taça de campeão, tirou incontáveis fotografias e finalmente se foi para a avenida Itaqui, no Belval, onde a festa não tinha hora para acabar.

[sam_ad id=”18″ codes=”true”]