Barueri passa a oferecer tratamento de prevenção ao HIV

246

Método é disponibilizado pelo SUS e é aberto a moradores de toda a região

A partir desta semana, Barueri oferecerá tratamento gratuito de prevenção ao HIV, o chamado Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEp HIV). O serviço é disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por isso, é aberto para moradores de toda a região.

Barueri é a primeira cidade do entorno a aderir ao procedimento, que faz parte do Programa Estadual de DST/Aids e visa atender a demanda de forma regionalizada, garantindo que pessoas com mais chances de contrair o HIV tenham acesso ao método. Antes, o local mais próximo com o tratamento era o Serviço de Atendimento Especializado (SAE) do Butantã. Assim, munícipes da região que faziam o acompanhamento lá podem transferir para Barueri.

As primeiras consultas no município serão realizadas nesta quarta-feira, 13/11 no SAE do Jardim Tupan. De acordo com o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Barueri, já há uma lista de oito pessoas que serão tratadas em Barueri.

Indicações e como aderir ao tratamento

Segundo o protocolo nacional, a PrEp HIV é direcionada para pessoas com mais chances de entrar em contato com o HIV. Como homossexuais, homens que fazem sexo com outros homens (HSH), pessoas trans, trabalhadores do sexo e usuários de drogas. Além de quem frequentemente não utiliza preservativos, casais sorodiferentes (em que um tem o HIV e o outro não), quem faz o uso da Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP), e quem constantemente tem Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Os interessados em aderir ao tratamento devem procurar o CTA Barueri – localizado na avenida Anápolis, 398, Bethaville – de segunda a sexta-feira, das 7 às 15 horas, sem a necessidade de agendar o atendimento. No local, será feito um teste rápido de situação sorológica, para saber se a pessoa já tem HIV. Se o resultado for negativo, o paciente será encaminhado para fazer uma bateria de exames e, depois de avaliação de aptidão, passará por consulta.

Os exames e as consultas serão feitos no Serviço de Atendimento Especializado de Barueri (SAE), que fica no 3º andar da UBS do Jardim Tupan, na rua João Cabral de Melo Neto. Na unidade também deverá ser retirado o medicamento da PrEP HIV, mesmo o paciente sendo morador de outra cidade.

Depois de iniciado o tratamento, o acompanhamento será realizado no SAE a cada três meses. Nas consultas de rotina, será feito o teste rápido de sorologia e o médico analisará se o medicamento está sendo aceito pelo organismo e se a pessoa deseja continuar com o método.

Sobre a PrEP

A PrEp HIV consiste em um comprimido, que deve ser tomado diariamente e sempre no mesmo horário. A proteção faz efeito após sete dias, para homens, e 20 dias, para mulheres. Porém, o método não tira a necessidade do uso do preservativo, já que ele previne apenas o HIV e não outras ISTs.

Os efeitos colaterais do medicamento da PrEP são considerados leves, podendo apresentar dores de cabeça, náuseas e inchaço. Há contraindicação para pessoas com doença renal, mas, apenas a avaliação médica determinará se o paciente pode aderir ao programa. A estratégia faz parte da chamada prevenção combinada, que inclui a PrEP, o uso de preservativos, a PEP e o tratamento de ISTs.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o serviço teve início em 2012 nos Estados Unidos. No final de 2017, o método chegou ao país, sendo oferecido no SUS. Em janeiro de 2018, o estado de São Paulo implantou o tratamento na rede de saúde (saiba mais).