Barueri é campeão paulista com virada espetacular

323

Time de José Roberto Guimarães bate Osasco por 3 a 2 na casa do adversário após perder os dois primeiros sets

Time cresceu na reta final do campeonato e derrubou os favoritos/Fotos: Barueri Esporte Forte

Barueri é campeão paulista de vôlei feminino. Numa virada heroica, depois de estar perdendo por 2 sets a 0, o São Paulo/Barueri venceu o Audax Osasco na casa do adversário, na noite de sexta-feira, 8/11, e levantou o troféu estadual. O time de José Roberto Guimarães se agigantou na reta final do campeonato e atropelou os favoritos Sesi Bauru, na semifinal, e o Osasco, na decisão.

Depois de ter vencido a primeira partida em casa por 3 a 0, o Barueri precisava vencer Osasco no segundo jogo. Se perdesse, as duas equipes jogariam um set desempate para definir o campeão. E os primeiros dois sets deram a impressão de que as osasquenses conseguiriam reverter a vantagem.

Na primeira parcial, o Barueri conseguiu manter o jogo equilibrado durante a maior parte do tempo, mas o Osasco acabou prevalecendo e vencendo por 25-22. A vitória empurrou o time da casa no segundo set e travou as adversárias. Rapidamente, o Audax abriu uma vantagem confortável que levou até o fim, fechando em 25-20.

Apesar dos 2 a 0 contra, o São Paulo/Barueri voltou focado no terceiro período. Com muita força no saque, especialmente de Juma, e um bloqueio mais eficiente, o time logo fez seis pontos de frente. O Osasco conseguiu reagir e chegou ao empate de 16-16, mas na parte final do set, o time de José Roberto Guimarães voltou a crescer e venceu por 26-24.

O time da casa sentiu a perda do set e o Barueri aproveitou-se disso. O saque continuou funcionando e foi o momento da oposta Lorenne aparecer com toda sua força no ataque. Foi dela o ponto que fechou o quarto set em 25-22 e deixou tudo igual no placar.

O Barueri aproveitou-se do momento e se impôs no quinto set, explorando bem o bloqueio e os erros do adversário. A dupla Juma-Lorenne brilhou mais uma vez e conduziu o time à vitória por 15-11.