BARUERI 70 ANOS – O legado para as gerações futuras

237

Nesta data, os emancipadores são reverenciados. Como o futuro verá os baruerienses de hoje?

Centro de Barueri há cerca de cem anos. Pouco mais que a estação ferroviária/Acervo Memórias de Barueri

Os 619 eleitores que votaram pela criação do município de Barueri, no plebiscito realizado em 21 de setembro de 1948, por mais otimistas que fossem, não imaginavam como seria a cidade 70 anos depois. Naquele dia, Barueri não passava de um vilarejo de 3 mil habitantes na esquina das estradas de Itu e dos Romeiros e ao lado da estação da Estrada de Ferro Sorocabana.

Hoje, a cidade que não tinha dinheiro para contratar um simples funcionário, tem 270 mil habitantes, orçamento previsto de mais de R$ 3 bilhões para 2019, e aparece entre as 20 principais do Brasil em vários rankings econômicos e sociais, superando capitais de estado e municípios muito maiores e mais antigos.

É dificil imaginar que por 20 anos, o simples ato de instalar paralelepípedos numa rua era um desafio enorme. Que urgências médicas tinham que ser tratadas em Carapicuíba, que era então um distrito da cidade. Que o centro de Barueri era coberto pelas águas a cada verão e o trajeto da Aldeia para o centro incluía uma travessia de barco.

Cidade está entre 20 principais do Brasil em vários rankings, mas tem muitos desafios e vencer/Foto: PMB

Mas, apesar de todas as virtudes, Barueri enfrenta outros desafios, hoje muito maiores. A saúde pública é um problema crônico, insolúvel, e agravado pela migração de pacientes das cidades vizinhas. A cidade ainda engatinha em questões como saneamento básico e destinação de lixo.

O trânsito é incompatível com uma cidade que ainda nem tem 300 mil habitantes, mas cuja população não para de aumentar. A verticalização, com a multiplicação de inúmeros condomínios gigantescos, sem a devida contrapartida, sufoca as vias de tráfego e sobrecarrega escolas e unidades de saúde nos bairros.

A história da cidade pode ser dividida em dois períodos de mais ou menos 70 anos. No primeiro, de 1875, quando a criação da estação da Estrada de Ferro Sorocabana fez nascer a vila que é hoje o centro da cidade, até 1949, ano da emancipação, a população saltou de zero para 3 mil habitantes. O segundo, da emancipação até os dias atuais, viu crescer uma potência.

Hoje se inicia um terceiro ciclo, que os filhos e netos dos atuais baruerienses vão usufruir. Assim como agora são exaltados os líderes do movimento de emancipação de 1949, que os atuais e próximos governantes da cidade possam atuar de forma que no futuro seus nomes também sejam reverenciados. Há muito trabalho a ser feito para que isso aconteça.

Leia aqui, como foi o dia do plebiscito que aprovou a criação do município de Barueri, em 21 de setembro de 1948: O dia que valeu por 30 anos