Ato contra alta da tarifa do ônibus volta a fechar o centro

532

Manifestantes interromperam pela quarta vez o trânsito nas avenidas centrais no fim da tarde desta segunda-feira, 30/1

ato3
Foi a quarta manifestação desde o início do mês pedindo a revogação do aumento do preço da passagem/Fotos: BnR

O quarto ato contra o aumento das tarifas de ônibus em Barueri voltou a fechar o trânsito do centro da cidade por cerca de duas horas na tarde desta segunda-feira, 30/1. Participaram do protesto cerca de 30 manifestantes e não foram registrados incidentes.

A manifestação começou no terminal central fechando a saída dos ônibus. Depois, saiu em passeata e deu duas voltas pelas avenidas Campos Salles, Henriqueta Mendes Guerra e 26 de Março. Em duas ocasiões a Polícia Militar tentou negociar a abertura das vias para a passagem dos automóveis, mas não houve acordo.

Como nos protestos de 4, 9 e 17 de janeiro, os manifestantes pediram o cancelamento do aumento das passagens municipais de ônibus, de R$ 3,80 para R$ 4,20, que entrou em vigor no início do ano. Eles gritaram palavras de ordem e tentaram atrair as pessoas que passavam para o ato.

Apesar da irritação de parte das pessoas que passavam pelo centro, desta vez não houve problemas como no ato anterior, quando motoristas bateram boca e ameaçaram os manifestantes de agressão e tiveram seus carros atacados quando tentaram furar a passeata.