Após começo arrasador, Hinode/Barueri perde de virada

257

Time fez 2 a 0 no Osasco, mas permitiu reação. Terça, equipes fazem confronto  decisivo das quartas da Superliga

Depois de um 3 a 2 para cada lado, times fazem partida desempate na terça, 26/3

A noite de sexta-feira parecia perfeita para o Hinode/Barueri. Jogando o segundo jogo das quartas de final da Superliga feminina de vôlei, o time fez um primeiro set perfeito. Com alto nível de concentração e muita garra, a equipe destruiu o Osasco/Audax no primeiro preíodo, ganhou também o segundo e passou a impressão de que conseguiria a vaga nas semifinais naturalmente. Mas o time da casa se reencontrou e venceu os três sets restantes, devolvendo o 3 a 2 da primeira partida.

Com isso, os dois rivais terão de fazer um confronto de desempate, que será na próxima terça-feira, 26/2, aniversário de Barueri, às 19 horas, no ginásio José Correa. Quem vencer, disputará uma das semifinais da competição contra o Minas Tênis Clube. As mineiras têm a melhor campanha do campeonato, com 21 vitórias e apenas duas derrotas, uma delas justamente para o Barueri.

O Barueri fez um primeiro set impecável e conseguiu um placar raríssimo, especialmente em jogos de equipes de alto nível em disputas decisivas: 25-5. O time começou a partida de forma arrasadora, rapidamente abriu uma grande vantagem e nocauteou o Osasco, que não teve poder de reação. Foi uma parcial de apenas uma equipe em quadra.

No começo do segundo set, o Audax ainda estava sob o impacto do início do jogo. O Barueri se aproveitou e logo abriu uma vantagem confortável. Aos poucos, a equipe da casa começou a se acertar, mas o Hinode manteve o foco e segurou a dianteira até o fim, ganhando por 25-17. O time todo jogava muito, com destaque para Dani Lins, Thaisa, Tainara e Skowronska.

O Osasco mostrou que tinha se recuperado e começou a terceira parcial com intensidade, conseguindo rapidamente uma vantagem que chegou a sete pontos. Mas o Barueri se acertou, iniciou uma reação a partir do meio do set e reduziu para 15-14. O Osasco voltou a se distanciar, com três pontos de frente, mas o Hinode manteve a pressão, chegou a encostar em 23-22. No entanto, acabou cometendo dois erros seguidos e perdeu por 25-22.

O quarto set começou com grande equilíbrio, disputado ponto a ponto, mas no meio do set o Audax conseguiu fazer 13-10. A partir daí, o time da casa conseguiu controlar o jogo e se manter a distância segura até o fim do período, fechando em 25-20.

A vitória dos dois sets seguidos impulsionou o Osasco, ao mesmo tempo que assustou o Barueri. Assim, as osasquenses conseguiram abrir 8-4. O Hinode se rearrumou e conseguiu reagir, mas já era tarde para tirar a diferença. O Audax fechou em 15-11 e conseguiu uma virada histórica.