Ano se aproxima do fim e ainda faltam uniformes nas escolas

642

Pais se queixam de que filhos tem de ir à escola com roupas velhas junto com colegas de uniforme novo

Fim do ano letivo se aproxima e ainda há estudantes sem o novo uniforme
Fim do ano letivo se aproxima e ainda há estudantes sem o novo uniforme

A menos de dois meses do fim do ano letivo, a novela dos uniformes escolares ainda não terminou. Depois de sucessivos adiamentos e distribuição irregulares, muitas crianças ainda estão indo à escola com roupas velhas ou desuniformizadas.

Pais de alunos que não receberam o kit queixam-se de que seus filhos perguntam porque não podem usar roupas como os colegas. “Eles se sentem diferentes dos outros”, conta uma mãe. “Vão com uniforme velho, sentem-se discriminados.”

Uma das escolas onde apenas parte dos estudantes recebeu o kit é a Emef Elizabeth Parminondi Romero, no Jardim Graziela. Lá há crianças que receberam os uniformes na mesma sala de outras que não receberam. “Tem classe que apenas quatro alunos não receberam, que vão de roupas desbotadas. Imagina a situação dessas crianças, vendo todos os outros de roupa nova”, conta a mãe de uma criança que tem uniforme novo.

Nessa Emef, as mães que procuraram a diretoria para saber quando o problema vai se solucionado ouviram que ninguém na escola sabe a resposta. Procurada pelo Barueri na Rede, a prefeitura afirma que faltam poucos estudantes para ser atendidos e que isto deve ocorrer nos próximos dias.

O problema da entrega dos uniformes vem desde o início do ano. Quando a nova gestão assumiu, cancelou a licitação feita no governo anterior. A partir daí, uma série de concorrências foi aberta ao longo do ano, e todas foram interrompidas por problemas apontados pelo Tribunal de Constas do Estado (TCE), que apontava irregularidades.

Finalmente, em agosto começaram a chegar os primeiros lotes, mas de forma irregular. Segundo nota da Secretaria de Comunicação da prefeitura enviada ao BnR, “diferentes empresas ganharam o pregão e cada uma delas ficou com uma cota específica. Dessa forma, cada uma delas está fazendo as entregas graduais e em datas diferentes” A nota ainda afirma que são pouquíssimas as escolas que ainda não receberam e que elas devem receber já nos próximos dias.